Dan Martin vence a batalha no Mur de Bretagne e emplaca sua primeira vitória neste Tour.

Ao estilo das Clássicas de primavera, Daniel Martin vence etapa 6.

A etapa 6 do Tour foi com certeza a melhore até agora. Com um sobre e desce constante e o pelotão passando duas vezes pelo Mur de Bratagne (ver Link), naturalmente os mais fortes foram selecionados para a disputa e si fez valer a ousadia do mais forte do dia, Daniel Martin.

Fuga matinal da etapa 6 do Tour de France 2018.

Daniel Martin (UAE Team Emirates) atacou no inicio da subida, quando faltava 1,3 km para a linha de chegada, e com nomes de peso em seu encalço, parecia que Martin sucumbiria ao ataque precoce ao Mur de Bretagne. Saindo das sombras um bravo Pierre Latour (Ag2R) bem que tentou mas chegou meia roda atras do atleta irlandes. Fechando o pódio, o incansável Alejandro Valverde.

Avermaet coloca BMC para trabalhar e segura assim mais um dia com a camisa amarela.

A etapa teve o mesmo desenho da anterior, com fuga de ciclistas de Cofidis, Team Direct e Wanty, todos em busca dos pontos intermediários de montanhas, mas Toms Skujins (Trek) somou mais 2 pontos e se manteve com a camisa branca de bolinas.

Na classificação da camisa branca, de melhor jovem, Andersen (Team Sunweb) se segurou com a camisa, mas sua vantagem, que era superior a 1 minuto cair para 27” em relação ao colombiano Egan Bernal. Está disputa parece ser uma questão de tempo para o atleta da SKY assumir esta camisa.

Na disputa por pontos, camisa verde, Peter Sagan era o único no grupo que poderia vencer a etapa. Com o 8º lugar na etapa, o eslovaco somou mais 10 pontos e continua a abrir frente sobre Gaviria, que nesta etapa foi apenas o 161º a chegar longe 14’11” atras do grupo de Sagan.

Sagan, é único homem a bater o martelo nos sprint´s e nas etapas para os puncher´s.

Tom Dumoulin e Romain Bardet tomaram tempo nesta etapa. Big Tom teve problemas mecanicos e desconectou do pelotão quando faltavam 12 km. Com a subida do Mur de Bretagne sendo escalado duas vezes neste final de etapa, o pelotão segmentou e o holandes não conseguiu se conectar na ponta e perdeu 53s. Bardet, foi outro que precisou trocar sua bike, no caso trocou com Tony Galoppin e perdeu 31s. Bardet está a 1’45” da camisa amarela e Dumoulin a 1’03”, 1 s atrás de Froome.

Bardet correu atras do tempo perdido, após problemas mecânicos. Ainda sim, perdeu 31s em relação aos demais contender´s da GC.

Etapa 7. Fougères – Chartres. 231 km.

De volta aos sprint´s a etapa da sexta-feira 13 terá tudo para ser tranquila. Relativamente plana, os seus 231 km deverá ser decidido em um sprint. Fernando Gaviria é o favorito e caberá a Peter Sagan se defender de alguma maneira, visto que o eslovaco fez força demasiadamente nas duas últimas etapas, efeito que age sobre Gaviria.

Altimetria da etapa 7 do Tour de France 2018.

Classificações.

Classificação da Etapa 6.

Classificação da Etapa 6 do Tour de France 2018.

Classificação Geral.

Classificação Geral do Tour de France 2018.

Classificação por pontos.

Classificação por pontos do Tour de France 2018.

Classificação de melhor Jovem.

Classificação de melhor jovem do Tour de France 2018.

Classificação de montanha.

Classificação de montanha do Tour de France 2018.

Classificação por Equipes.

Classificação por Equipes do Tour de France 2018.

Melhores momentos da Etapa 6.

Fonte:  ProcyclinStatsTourdeFranceCyclingNews.

Visitem as redes Sociais. 

Facebook – https://www.facebook.com/brasilciclismo.com.br/?ref=your_pages

Twitter – https://twitter.com/Ciclismo_Br

Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCu8MbBz75FkJ3YXDL-hu5rA?view_as=subscriber

About Brasil Ciclismo 58 Articles
Apaixonado por Ciclismo, programado de dados metido a jornalista! Tudo sobre ciclismo internacional é aqui no Brasil ciclismo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.