Parceria de sucesso Froome (camisa amarela) e Thomas (fiel escudeiro) etará ameaçada?

Após Froome confirmar o double, om que será de Geraint Thomas em 20

A ultima semana no ciclismo mundial foi cheia de expectativas por parte do time SKY e das duas Grandes Voltas do ciclismo (Giro e Tour). Na ultima quinta-feira (30), a RCS, empresa detentora e organizadora do Giro d’Italia, apresentou seu percurso para 2018, largando de Israel e finalizando seus mais de 3.540km em Roma, na capital italiana (ver matéria no link).

Durante a apresentação os rumores de que Christopher Froome iria para o double (Giro-Tour) em 2018 só aumentava e através de um vídeo exibido com exclusividade no evento pela RCS, o próprio Froome confirmou que tentará as duas grandes Voltas, feito que desde 1998 não acontece. O ultimo foi o italiano Marco “The pirata” Pantani. Afinal, Froome e a SKY tiveramos 2 milhões de motivos para tentar.

Geraint Thomas tentou o Girto em 2017, mas lhe faltou sorte.

Com o anuncio, a pergunta que veio a seguir é de como que fica o co-capitão do time, Geraint Thomas. O gales que é peça fundamenta na SKY, foi o capitão na ultima edição do Giro, tinha um percurso favorável, afinal naquela edição tinha 2 CRI’s, que o favorece muito e ainda ele vinha de ótima performance no Tour dos Alpes (foi campeão) e os resultados e sua consistência o credenciavam para ser o Maglia Rosa da 100º edição do Giro.

Por fim faltou-lhe sorte, na 9º Etapa, na subida para o temido Blockhaus, uma moto da policia que escoltava os atletas parou do nada e Thomas veio ao chão. Perdendo naquela etapa mais de 5 minutos, o gales viria a abandonar na 2º semana e posteriormente voltar a escoltar Chris Froome para seu 4º titulo no Tour de France.

Thomas teve azar e caiu devido a imprudência da moto da organização., durante Giro de 2017.

Após o término do Tour, Thomas foi especulado em diuversas equipes, mas desta vez para ser capitão. UAE Team Emirates e Trek-Segafredo (que a esta altura ja procurava um substituto para Alberto Contador), eram as equipes mais interessadas. Mesmo assim, Thomas preferiu assinar por mais 1 ano com a SKY.

Daí veio a Vuelta e uma performance assustadora do Froome, mostrou que é possível ganhar duas Grandes Voltas de forma consecutiva. recentemente Froome disse que ele e o Time Sky testaram uma forma diferente para se preparar para duas voltas seguidas, o que deu muito resultado, pois o britânico parecia mais forte que na Vuelta a España do que no Tour, pelo menos foi mais dominante. Vale a pena lembrar que Froome ainda foi bronze no mundial de CRI e CRT (individual e por equipes), realmente um ano monstruoso dele.

Thomas escoltando Froome até Paris no Tour de 2016.

Aliado a este aprendizado, e aos 2 milhões de euros que a RCS pagará a Froome e a SKY para ele ir ao GIRO, como fica nosso querido galês Geraint Thomas. É verdade que ele especulava novamente o Giro mas após confirmação de seu capitão na prova,vai fazer o que? Sobrou a Vuelta, mas ja há quem fale que se Froome tiver exito no double o ” ETE” da SKY tentara uma trinca, feito não acontece desde muito tempo, acredito que Eddy Merckx foi o ultimo a conseguir tal feito.

De fato, o que podemos falar é que o Thomas não estará na SKY em 2019. Trek surge muito forte para contrata-lo para esta temporada, tendo até declarado seu interesse ao publico. A opinião é que Thomas terá uma temporada livre, deverá tentar alguma clássica, Tour de Flandres, é uma prova que lhe agrada e muito e com toda certeza ele estará em parte do Giro, para ajudar Froome no trem da SKY no ITT, e depois no Tour para escolta-lo até Paris.

Fonte: Cycling News e ProCycling Stats

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.